quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Concurso José Fabiano 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Banheiro * Antonio Cabral Filho - RJ

Concurso José Fabiano 1ª Antologia
100 Trovas Sobre Banheiro
*
1ª ANTOLOGIA

100 TROVAS SOBRE BANHEIRO

Regulamento
Art. 1º - DO CONCURSO 
O concurso José Fabiano  1ª Antologia 100 Trovas Sobre Banheiro, idealizado, promovido e organizado pelo escritor Antonio Cabral Filho, tem a palavra  banheiro apenas como tema central, podendo versar sobre quaisquer assuntos correlatos.
Art. 2º - DAS INSCRIÇÕES
Poderão se inscrever somente autores brasileiros, maiores de 18 anos, residentes no Brasil, com apenas (2) trovas por participante.
§ 1º - A inscrição é gratuita. Será aceita no período de 15 de março a 15 de agosto de 2016, com o envio das trovas em Time New Romain tamanho 14, espaço simples e resumo biográfico em cinco linhas digitados no corpo do e-mail antologiabrasiliterario@gmail.com, dirigido à  1ª Antologia 100 Trovas Sobre Banheiro, Org. Antonio Cabral Filho.
§ 2º - As trovas, escritas em língua portuguesa, devem ter:
a ) obrigatoriamente, métrica setessilábica;
b ) rima, que poderá ser abab, abba ou aabb;
c ) os necessários sinais de pontuação;
d ) letras maiúscula, somente, no início das frases que compõem os versos.
Art. 3º - DA COMISSÃO JULGADORA
A Comissão Julgadora é soberana em suas decisões e conferirá notas de 0,1 a 10 cujo resultado será irreversível. As trovas classificadas,  até o limite de cem (100), participarão da 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Banheiro, cabendo,  aos autores a responsabilidade quanto à autoria e inscrição do texto.
Art. 4º - DA 1ª ANTOLOGIA 100 TROVAS SOBRE BANHEIRO
A 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Banheiro terá 100 páginas destinadas às trovas classificadas, o equivalente a uma (1) página por autor, antecedidas de dez (10) páginas a cargo da Comissão Julgadora, resultando em um livro de 110 páginas, em formato e-book (livro digital) que será entregue, via e-mail, aos participantes. A todos, que se interessarem, estará disponível gratuitamente via internet. Será publicado no blog: ANTOLOGIA BRASIL LITERÁRIO
Ficará a cargo dos autores a livre divulgação em outros espaços.
Art. 5º - DAS RESPONSABILIDADES
O promotor do concurso informa que o ato de inscrição significa aceitação das normas, acima expostas, e a consequente liberação da obra para integrar este certame. A divulgação dos resultados será publicada no blog ANTOLOGIA BRASIL LITERARIO, de propriedade do promotor do evento, até 15 de setembro de 2016, seguida da publicação e envio do livro aos autores, conforme Art. 4º .
Parágrafo único - Todos os inscritos terão os trabalhos publicados, um em cada postagem, no blog do concurso.

COMISSÃO ORGANIZADORA
Rio de Janeiro, 15 de março de 2016
*

quarta-feira, 11 de março de 2015

Concurso 1ª antologia 100 Trovas Sobre Cachaça * Antonio Cabral Filho - RJ

*

ANTOLOGIA BRASIL LITERÁRIO


promove  o concurso:


1ª ANTOLOGIA 100 TROVAS SOBRE CACHAÇA


Art. 1º - DO CONCURSO 

O concurso, 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Cachaça, idealizado, promovido e organizado pelo escritor Antonio Cabral Filho, tem a cachaça apenas como tema central, podendo versar sobre quaisquer assuntos correlatos.

Art. - DAS INSCRIÇÕES

Poderão se inscrever somente autores brasileiros, maiores de 18 anos, residentes no Brasil, com apenas (1) trova por participante.
§ 1º - A inscrição é gratuita. Será aceita no período de 15 de março a 15 de agosto de 2015, com o envio da trova em Time New Romain tamanho 14, espaço simples e resumo biográfico em cinco linhas, através do e-mail antologiabrasiliterario@gmail.com, dirigido à  1ª Antologia 100 Trovas Sobre Cachaça, Org. Antonio Cabral Filho.
§ 2º - A trova, escrita em língua portuguesa, deve ter:
a ) obrigatoriamente, métrica setessilábica;
b ) rima, que poderá ser, abab, abba ou aabb;
c ) os necessários sinais de pontuação;
d ) letras maiúscula, somente, no início das frases que compõem os versos.


Art. 3º - DA COMISSÃO JULGADORA

A Comissão Julgadora é soberana em suas decisões e conferirá notas de 0,1 a 10 cujo resultado será irreversível. As trovas classificadas,  até o limite de cem (100), participarão da 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Cachaça, cabendo,  aos autores a responsabilidade quanto à autoria e inscrição do texto.

Art. - DA 1ª ANTOLOGIA 100 TROVAS SOBRE CACHAÇA

A 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Cachaça terá 100 páginas destinadas às trovas classificadas, o equivalente a uma (1) página por autor, antecedidas de dez (10) páginas a cargo da Comissão Julgadora, resultando em um livro de 110 páginas, em formato e-book (livro digital) que será entregue, via e-mail, aos participantes. A todos, que se interessarem, estará disponível gratuitamente via internet. Será publicado no blog: ANTOLOGIA BRASIL LITERÁRIO
Ficará a cargo dos autores a livre divulgação em outros espaços.

Art. - DAS RESPONSABILIDADES

O promotor do concurso informa que o ato de inscrição significa aceitação das normas, acima expostas, e a consequente liberação da obra para integrar este certame. A divulgação dos resultados será publicada no blog ANTOLOGIA BRASIL LITERARIO, de propriedade do promotor do evento, até 15 de setembro de 2015, seguida da publicação e envio do livro aos autores, conforme Art. 4º .
Parágrafo único - Todos os inscritos terão os trabalhos publicados, um em cada postagem, no blog do concurso.

COMISSÃO ORGANIZADORA
Rio de Janeiro, 15 de março de 2015
***

quarta-feira, 4 de março de 2015

1ª Antologia 100 Trovas Sobre Futebol * Antonio Cabral Filho - RJ

1ª ANTOLOGIA 100 TROVAS
SOBRE FUTEBOL
http://pt.calameo.com/books/0018930738933f97ddafe
* Apresentação *

1ª Antologia 100 Trovas Sobre Futebol. Eis o desafio. Após buscar nas redes sociais e pesquisar exaustivamente sobre a presença do futebol como tema de poesia, pude verificar, com bastante surpresa, que FUTEBOL é tema de romance, de filme, de contos, e até de seriados, mas de poesia, muito esparsamente. Encontrei grandes autores apaixonados por futebol que fizeram dele tema de suas produções, mas, por incrível que pareça, esse aspecto não é ressaltado, sequer em suas biografias. Vou deixar aqui o exemplo de Nelson Rodrigues, não por ser tricolor como eu, mas por se tratar de autor que considero da maior importância para a literatura brasileira, que fez do futebol um dos assuntos fortes da sua produção, e, que mesmo se tratando de um autor que desfruta de bastante respeito como criador de grandes enredos e personagens maiores ainda, esse tema é desprezado por seus estudiosos. Mas ao aprofundar um pouquinho mais minhas observações, constatei que na trova o futebol só aparece “de brincadeira”, como algo indigno de ser elevado à categoria dos assuntos nobres, dos grandes temas, capazes de mobilizar a produção trovadorística a ponto de merecer concursos. Por exemplo, encontrei no ano de 2013 apenas um concurso literário que incluiu futebol no conjunto de temas a ser trabalhado, mais nada.


Foi a partir de constatações dessa natureza que o tema subiu à minha cabeça, e, no início de 2014 elaborei o meu projeto e comecei a mostrar aos amigos, na tentativa de angariar simpatia rumo à possibilidade de lançar um concurso. Mas qual! Desgracei a ouvir “ futebol...ah futebol, um...sei não. Não sei nada de futebol!” e por aí a fora. Veio a Copa e encontrei alguém destemido, mais do que eu, que deu-me coragem: A Professora Eliana Ruiz Jimenez, de Santa Catarina, editora do blog POESIA EM TROVAS, que criou e dirige com total competência o Projeto Trova Legenda. Às vésperas do campeonato mundial ela colocou o assunto como tema no mês de junho, reuniu 67 autores ( Link...http://poesiaemtrovas.blogspot.com.br/2014/06/trova-legenda-ate-15072014.html ) e pude ver o quão o mesmo recebe um tratamento restrito. Por quê? Pelo fato de apenas 67
 autores, num país das dimensões do Brasil,  se interessarem por futebol como tema poético, como algo digno de suas preocupações estéticas, e decidi fechar questão: concluí o meu projeto e esperei as águas depressivas da Copa Do Mundo baixarem, para então expô-lo em público. O mesmo foi publicado em 23 de setembro de 2014, marcando o início das inscrições para 15 de outubro (Link...http://antologiabrasilliterario.blogspot.com.br/2014/09/concurso-1-antologia-100-trovas-sobre.html  ), apesar dos percalços que o fim-de-ano prometia. Mas agüentei o tranco. Consegui entradas em órgãos oficiais de promoção de concursos literários, no Brasil e no exterior, enviei mais de cinco mil e-mails, e até autores que escrevem trovas sobre futebol e atuam no ambiente trovadorístico nacional fizeram vista grossa. 

A " 1ª Antologia 100 Trovas Sobre Futebol" é um empreendimento desenvolvido pelo escritor Antonio Cabral Filho, do Rio de Janeiro, através do selo editorial Antologia Brasil Literário,link...http://antologiabrasilliterario.blogspot.com.br/  publicado pela  Letras Taquarenses Edições...http://letrastaquarenses.blogspot.com.br/ ...

Um dos focos do concurso é trabalhar com temas pouco abordados no universo literário, e o futebol, embora seja paixão nacional, e apesar dos esforços de grandes escritores, ele não é "bem visto" no salão da cultura. Ou seja, futebol é, ainda, coisa de analfabeto, de gente grossa, burra etc. 

Outro aspecto incluso nas preocupações do concurso é o futebol como tema de trova. Isso ocorre pelo fato de alguns segmentos sociais tratá-la como expressão estética DA ELITE, ignorando, de propósito, as suas reais origens, O POVO, que desde os primórdios longínquos, faz dela o seu enlevo das horas de lazer.

Portanto, não me assusta a vista grossa nem os "mixoxos" de certos senhores auto-intitulados latifundiários da trova, pois ela não tem dono, e cada um de nós podemos praticá-la segundo nossos conceitos e gostos, sem dar satisfações, nem a tortos e muitos menos a direitos... 

No entanto, o resultado é exultante!  Segue a relação dos participantes, pela ordem de inscrição: Fhael Drade – BA; Edwine Loureiro – AM; Roque Aloísio Weschenfelder – RS; Ronaldo Júnior - RJ; Geraldo Trombin – SP; Maria Aparecida S. Coquemala – SP; Deise Torres – MA; Erinaldo Silva – MG; Ruth Helmann – MS; Felipe Schneider; Fabiano Sorbara – SP; André dos Santos Amâncio – DF; Vinicius Araújo – PE; Emílio Soares da Costa – ES; Austregésilo de Miranda Alves – BA; José Marques – SP; Oliveira Caruso – RJ; Aurineide Alencar – MS; Roberth Fabris – PR; Arlindo Nóbrega – SP; José Airton Mellega – SP; Arlindo Tadeu Hagen – MG; Edilson Alves de Souza – GO; Rafael Alvarenga Gomes – RJ; Gerson Silvestre Alencar Gonçalves – MG; Antonio Carneiro – RJ; Jéssica Alves – MG; Rodrigo Dalmonico – SC; Walace Nunes – SP; Josenilson Ferreira Leite – PE; Madalena Cordeiro – ES; Noédson Conceição dos Santos – BA; Carlos Vinícius – SP; Lucia Coimbra Araujo – MG; Fernando Paganatto – SP; Mercedes Lisbôa Sutilo – SP; José Vicente Neto – MG; Marcelo Silva – PI; Décio Rodrigues Lopes – SP; Carlos Alberto de Assis Cavalcanti – PE; W. Mota – SP; Jessé Nascimento – RJ; Agenor de Melo Coelho – RS; Ruth Farah – RJ; Raimundo Clementino Neto – PI; MIFORI – SP; Heloisa Crespo – RJ e Antonio Cabral Filho – RJ. 
***